A motivação no ambiente organizacional

Alcindo Arcenio Pinheiro Gomes, Osvaldo Luiz Gonçalves Quelhas

Resumo


O presente artigo faz uma abordagem panorâmica de um elemento abstrato do ambiente organizacional e que, talvez em função desta característica, é freqüentemente negligenciado no contexto da gestão: a motivação dos recursos humanos. Apresenta uma breve visão da teoria motivacional, em que trata do conceito de motivação sob a ótica das teorias behaviorista, da motivação consciente (enfoques da teoria da expectância, da atribuição causal, da eqüidade, do cálculo motivacional e do contrato psicológico), da motivação intrínseca, da motivação-higiene e da hierarquia das necessidades humanas. Discorre sobre a motivação no ambiente organizacional e sobre o seu entendimento como uma conseqüência de fatores tais como a coerção e o controle, as recompensas e incentivos financeiros, o relacionamento interpessoal e a influência do grupo, o nível de satisfação das necessidades pessoais, as condições do ambiente de trabalho, os aspectos inerentes à natureza própria das atividades, entre outros. Em sua conclusão, o artigo destaca a necessidade e a importância prática do conhecimento, por parte dos gerentes das organizações, quanto à temática da motivação, seja para evitar custos desnecessários e contraproducentes, seja para assegurar a competitividade da empresa e a lucratividade do negócio.

Palavras-chave: Motivação, recursos humanos, gestão organizacional.



Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v3i3.567

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com