Uma análise da eficiência de portos europeus por meio da ferramenta análise envoltória de dados

Alvaro Poli Lourenço, Denise Helena Lombardo Ferreira, Cibele Roberta Sugahara

Resumo


Os portos possuem cada vez mais uma posição consolidada em virtude da vital importância na cadeia logística e comercial das nações. Após a expressiva concorrência apresentada com o decorrer da globalização trouxe como necessidade a melhora das ferramentas de gestão portuária. Dessa forma, a presente pesquisa pretende mostrar através da ferramenta Análise Envoltória de Dados, indicadores de eficiência de fatores como input/output. Dados os aspectos capacidade média de transporte por navio, número de contêineres transportados, idade média dos navios, número de chegadas ao porto e o tempo médio de atracação, a fim de estabelecer relações entre os 23 portos analisados com relação à fronteira de eficiência. Os resultados mostram uma disparidade significante entre as eficiências portuárias dos portos internacionais entre os modelos Constant Return Scale-CRS e Variable Return Scale-VRS. O top quatro dos portos eficientes em todas as análises foram Alemanha, Espanha, Bélgica e França. No entanto, pode-se perceber que o modelo VSR se mostrou menos eficiente frente ao CRS.


Palavras-chave


Portos internacionais. Fronteira de eficiência. Ranking. Modelo CRS. Modelo VSR.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪

Referências


ACOSTA, C. M. M. et al. Aplicação de Análise Envoltória de Dados (DEA) para medir a eficiência em portos brasileiros. Revista de Literatura de Transportes, v. 5, n. 4, p. 88–102, 2011.

ÂNGULO-MEZA, L. et al. ISYDS-Integrated System for Decision Support (SIAD-Sistema Integrado de Apoio à Decisão): a software package for data envelopment analysis model. Pesquisa Operacional, v. 25, n. 3, p. 493-503, 2005. https://doi.org/10.1590/S0101-74382005000300011

BAO J.; JIAN L. DEA-based Performance Measurement of Seaports in Northeast Asia: Radial and Non-radial Approach, The Asian Journal of Shipping and Logistics, v. 25, p. 219-236, 2009. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2092521209800035. Acesso em: 27 dez. 2019. https://doi.org/10.1016/S2092-5212(09)80003-5

BANKER, R.D.; CHARNES, A.; COOPER, W.W. Some models for estimating technical scale inefficiencies in data envelopment analysis. Management Science, v. 30, n. 9, p. 1078-1092, 1984. https://doi.org/10.1287/mnsc.30.9.1078

BERTOLOTO, R. F.; MELLO, J. C. C. B. S. de. Eficiência de portos e terminais privados brasileiros com características distintas. Journal of Transport Literature, v. 5, n. 2, p. 421, 2011.

CHARNES, A. et al. Foundation of data envelopment analyses and Pareto-Koopmans empirical production functions. Journal of Econometrics, v. 30, p. 91-107, 1985. https://doi.org/10.1016/0304-4076(85)90133-2

CHARNES, A; COOPER, W. W; RHODES, E. Measuring the efficiency of decision-making units. European Journal of Operational Research, v. 2, p. 429-444, 1978. https://doi.org/10.1016/0377-2217(78)90138-8

COOPER, W. W.; SEIFORD, L. M.; TONE, K. Introduction to data envelopment analysis and its use with dea-solver software and references. New York: Springer Science + Business Media, Inc., 2006.

FALCÃO, V. A.; CORREIA, A. R. Eficiência portuária: análise das principais metodologias para o caso dos portos brasileiros. Journal of Transport Literature, v. 6, n. 4, p. 133-146, 2012. https://doi.org/10.1590/S2238-10312012000400007

GEOFFREY, P.; JOSE, T.; HONGYU, L. Measuring port efficiency: an application of data envelopment analysis, department of economics and statistics, 1999.

GOMES GARCIA, B. T. de; SILVA, M. A. V. da; FREITAS, M. A. V. de. Analysis of Efficiency in the Generation of Waste in General Cargo Port Terminals using DEA. Revista Produção e Desenvolvimento, v. 3, n. 1, p. 60-79, 2017. https://doi.org/10.32358/rpd.2017.v3.203

GONZALEZ, M. M.; TRUJILLO, L. Reforms and infrastructure efficiency in Spain’s container ports. Transportation Research Part A, v. 42, p. 243–257, 2008. https://doi.org/10.1016/j.tra.2007.08.006

KEVIN, P. B. C.; TENG-FEI, W. The efficiency of European container ports: a cross-sectional data envelopment analysis, International Journal of Logistics Research and Applications, v. 9, n. 1, p. 19-31, 2006. https://doi.org/10.1080/13675560500322417

LINS, M. P. E.; MEZA, L. A. Análise envoltória de dados e perspectivas de integração no ambiente do apoio à decisão. Rio de Janeiro: COPPE/UFRJ, 2000.

KITZMANN, D. I. S.; ASMUS, M. L.; WISNIEWSKI, P. H. Gestão ambiental portuária desafios, possibilidades e inovações em um contexto de globalização. Espaço Aberto, v. 5, n. 2, p. 147-164, 2014. https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2014.3308

RODRIGUES, M. V. S.; AQUINO, M. D. de; THOMAZ, A. C. F. Análise da eficiência na produção de energia eólica nos principais estados brasileiros produtores, por meio da aplicação de análise por envoltória de dados. Revista Tecnologia, v. 36, n. 1/2, p. 18–33, 2015. https://doi.org/10.5020/23180730.2015.V36.1/2.18-33

SOUSA JÚNIOR, J. N. C. de. Avaliação da eficiência dos portos utilizando análise envoltória de dados: estudo de caso dos portos da região nordeste do Brasil. Journal of Transport Literature, v. 7, n. 4, p. 75-106, 2013. https://doi.org/10.1590/S2238-10312013000400005

SUGUIY, T. Eficiência versus satisfação no transporte público: um estudo das práticas nas cidades brasileiras. Tese (Doutorado) 160 fls. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica, Universidade Estadual de Campinas, 2017.

TISCOSKI, J. da S. Análise da eficiência operacional portuária, por meio da análise envoltória de dados: um estudo de caso dos complexos portuários públicos movimentadores de granéis sólidos agrícolas. Dissertação (Mestrado) 105 fls. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Florianópolis-SC, Universidade Federal de Santa Catarina, 2016.

UNCTADstat - United Nations conference on trade and development. New York. Disponível em:

https://unctadstat.unctad.org/wds/TableViewer/tableView.aspx?ReportId=170027.

Acesso em: 28 dez. 2019.

UNEP - United Nations Environment Program. Cities and coastal areas, 2016. Disponível em: http://www.unep.org/urban_environment/issues/coastal_zones.asp.

Acesso em: 31 ago. 2019.

UNITED NATIONS. Department of Economic and Social Affairs, Population Division, 2014. World urbanization prospects: The 2014 Revision, Highlights (ST/ESA/SER.A/352).

WIEGMANS, B.; WITTE, P.; Spit T. Inland Port Performance: A Statistical Analysis of Dutch Inland Ports, Transportation Research Procedia, v. 8, p. 145-154, 2015. Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S235214651500126X. Acesso em: 22 set. 2019. https://doi.org/10.1016/j.trpro.2015.06.050




DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v20i4.4085

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com