A qualidade do leite com base na contagem de células somáticas e na Instrução Normativa nº. 51: um estudo de caso da indústria Lactobom e seus produtores

Julio César Barszcz, Isaura De Lima, João Luiz Kovaleski

Resumo


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio da Instrução Normativa nº.
51, que entrará em vigor em julho de 2005, fixa requisitos mínimos de qualidade do leite,
quanto as suas características físicas, químicas, microbiológicas, de residuais químicos e de
contagem de células somáticas. Considerando as perdas causadas, na cadeia produtiva de
laticínios, por elevados índices de células somáticas na matéria-prima, o presente trabalho
tem por objetivo verificar se os produtores  que fornecem leite para a indústria, estão em
conformidade com os requisitos  de contagem de células somáticas, determinados por esta
norma. Através de um estudo de caso, são verificados os produtores da indústria Lactobom
na unidade de Ponta Grossa-PR, com a análise da contagem de células somáticas, efetuadas
de forma quinzenal nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2005. A análise dos resultados
demonstra que a maioria destes produtores já atendem a este requisito, mas o trabalho de
redução dos índices de contagem de células somáticas nos produtores deve ser intensificado.

Palavras-chave


Qualidade do leite, Contagem de células somáticas, Instrução Normativa nº. 51

Texto completo:

Artigo


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v5i4.367

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com