Gestão Ambiental Urbana: o caso da Prefeitura Municipal de Ipiranga-PR

Autores

  • Arquimedes Szezerbicki CEFET/PR - Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná
  • Luiz Alberto Pilatti CEFET/PR - Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná
  • João Luiz Kovaleski CEFET/PR - Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.14488/1676-1901.v5i3.356

Palavras-chave:

Aterro Controlado, Município de Ipiranga - PR, Gestão Ambiental, Políticas Ambientais, Meio Ambiente.

Resumo

O presente estudo, dentro da área da Gestão Ambiental da  Engenharia de Produção, está
situado na subárea Políticas Ambientais. O objetivo é discutir como o poder público da cidade
de Ipiranga–PR vem executando um projeto de Aterro Controlado e como as condições de vida da população urbanas do município são alteradas. Para a consecução do objetivo
proposto, além de pesquisa bibliográfica e  documental, foram realizadas observações
sistemáticas para a composição do corpus documental da pesquisa. O método empregado foi o
indutivo. Verificou-se que o município de Ipiranga adotou um modelo de aterro controlado,
reduzindo seu custo operacional. As pesquisas realizadas indicaram que a vida útil projetada
dos aterros é de 26,5 anos. Houve uma economia  considerável na construção do sistema,
dispensando a construção de sistemas mais complexos. Conclui-se que a idealização do
projeto de construção dos aterros controlados do tipo trincheiras de pequenas dimensões,
beneficia tanto a população quanto o meio ambiente, visando à economia do município.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

29-06-2005

Como Citar

Szezerbicki, A., Pilatti, L. A., & Kovaleski, J. L. (2005). Gestão Ambiental Urbana: o caso da Prefeitura Municipal de Ipiranga-PR. Revista Produção Online, 5(3). https://doi.org/10.14488/1676-1901.v5i3.356

Edição

Seção

Artigos