Efeitos da utilização dos princípios da construção enxuta no desempenho operacional das empresas da construção civil: uma pesquisa considerando a percepção de profissionais do Rio Grande do Sul

Josiel Silva do Prado, Douglas Rhoden Calderaro, Fabio Antonio Sartori Piran

Resumo


A construção enxuta ou Lean Construction, auxilia no gerenciamento dos processos das empresas da construção civil, buscando a redução das atividades que não agregam valor e da variabilidade do processo. Além disso, pode proporcionar o aumento da flexibilidade do produto e promover o uso da melhoria contínua dos processos. No entanto, apesar dos benefícios relatados, existem escassez de pesquisas que avaliem os efeitos proporcionados pela utilização da construção enxuta. Buscando contribuir neste sentido, este trabalho tem como objetivo analisar a percepção dos profissionais de engenharia e construção civil quanto aos benefícios proporcionados pela aplicação dos princípios da construção enxuta como uma filosofia que auxilia as empresas da construção civil a melhorar o seu desempenho operacional.  Foi realizada uma pesquisa tipo survey com engenheiros e gestores que atuam na construção civil no Sul do Brasil. Para análise de dados foi utilizado a regressão linear. Dentre os principais resultados foi possível identificar os princípios prevalentes para aumento do desempenho operacional das empresas que utilizam a construção enxuta. Conforme observado, o uso de produtos pré-moldados ou a utilização de kits foi apontado como o mais relevante, seguido pela flexibilização das saídas, do controle das inconformidades nos serviços na empresa, do incentivo ao funcionário em apresentar novas ideias, o controle do tempo de ciclo e por fim a utilização do benchmarking. A identificação das variáveis prevalentes sobre a melhoria do desempenho operacional pode guiar os gestores em decisões futuras.


Palavras-chave


Construção Civil. Gerenciamento. Construção Enxuta. Princípios da Construção Enxuta.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪

Referências


AL-AOMAR, Raid. A lean construction framework with Six Sigma rating. International Journal of Lean Six Sigma, v. 3, n. 4, p. 299-314, 2012. https://doi.org/10.1108/20401461211284761

ALARCÓN, Luis F. et al. Evaluando los impactos de la implementación de lean construction. Revista ingeniería de construcción, v. 23, n. 1, p. 26-33, 2008.

ARANTES, Paula Cristina F. Gonçalves, Lean Construction – Filosofias e Metodologias. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Especialização em Construções 2008.

AZIZ, Remon Fayek; HAFEZ, Sherif Mohamed. Applying lean thinking in construction and performance improvement. Alexandria Engineering Journal, v. 52, n. 4, p. 679-695, 2013. https://doi.org/10.1016/j.aej.2013.04.008

BERNARDES, M. Planejamento e controle da produção para empresas de construção civil. Rio de Janeiro: LTC, 2010.

CALÉ, Tiago André Lourenço. Aplicação da filosofia Lean a um caso de estudo para otimização de processos de construção na pré-fabricação de peças de betão. 2015. 209 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Civil, Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, Lisboa, 2015.

CASTILLO, Gustavo; ALARCÓN, Luis F.; GONZÁLEZ, Vicente A. Implementing lean production in copper mining development projects: Case study. Journal of Construction Engineering and Management, v. 141, n. 1, p. 05014013, 2014. https://doi.org/10.1061/(ASCE)CO.1943-7862.0000917

COSTA, Dayana. B. et al. Sistema de Indicadores para benchmarking na construção civil: manual de utilização. Porto Alegre, 2005.

COSTA, F. J. Mensuração e desenvolvimento de escalas: aplicações em administração. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2011.

CUNHA, Annielli Araújo Rangel. Aplicabilidade do Sistema Lean Construction na Indústria da Construção Civil em Petrolina-PE. Universidade Federal do Vale do São Francisco, 2009.

DANTAS FILHO, J. B. P.; BARROS NETO, J. de P.; ANGELIM, B. M. Mapeamento do fluxo de valor de processo de construção virtual baseado em BIM. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 17, n. 4, p. 343-358, out./dez. 2017. https://doi.org/10.1590/s1678-86212017000400201

FORMOSO Carlos T. Lean Construction: princípios básicos e exemplos. Porto Alegre: Núcleo Orientado para inovação da Edificação, 2002.

GLASER-SEGURA, Daniel A.; PEINADO, Jurandir; GRAEML, Alexandre Reis. Fatores influenciadores do sucesso da adoção da produção enxuta: uma análise da indústria de três países de economia emergente. Revista Administração da Universidade de São Paulo, v. 46, n. 4, p. 423-436, 2011. https://doi.org/10.5700/rausp1021

HAIR, Jr, J.F. Análise multivariada de dados. Tradução: Adonai Schlup Sant’Anna e Anselmo Chaves Neto. 5.ed. – Porto Alegre: Bookman, 2005.

IBGE. PIB cresce 0,5% em 2014 e chega a R$ 5,8 trilhões. 2016. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/2013-agencia-de-noticias/releases/9470-pib-cresce-0-5-em-2014-chega-a-r-5-8-trilhoes.html. Acesso em: 22 maio 2017.

ISATTO, Eduardo L. et al. Lean construction: diretrizes e ferramentas para o controle de perdas na construção civil. Porto Alegre: SEBRAE-RS, 2000.

JAIN, Bhurchand; ADIL, Gajendra K.; ANANTHAKUMAR, Usha. Development of questionnaire to assess manufacturing capability along different decision areas. The International Journal of Advanced Manufacturing Technology, v. 71, n. 9-12, p. 2091-2105, 2014. https://doi.org/10.1007/s00170-013-5589-2

KOPPER, Rafael. Construção enxuta: a prática do princípio da transparência nos processos construtivos em empresas da grande Porto Alegre. 2013. 113 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia Civil, Ufrgs, Porto Alegre, 2012.

KOSKELA, L. J. et al. The underlying theory of project management is obsolete. In: Proceedings of the PMI Research Conference. PMI, 2002. p. 293-302.

KOSKELA, Lauri. Application of the new production philosophy to construction. 1992. 222 f. Technical Report, Finland, Finlandia, 1992.

LORENZON, Itamar Aparecido. A medição de desempenho na construção enxuta: estudo de caso. 2008. 221 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia de Produção, Ufsc, São Carlos, 2008.

MALHOTRA, Naresh K. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada . Bookman Editora, 2012.

MOHAMAD, Ahlam et al. Use of Modularization in Design as a Strategy to Reduce Component Variety in One-off Projects. In: 21th Conference of the International Group of Lean Construction (IGLC-21), Fortaleza, Brazil. 2013.

OHNO, Taiichi. Toyota production system: beyond large-scale production. crc Press, 1988.

PERO, Margherita; STÖßLEIN, Martin; CIGOLINI, Roberto. Linking product modularity to supply chain integration in the construction and shipbuilding industries. International Journal of Production Economics, v. 170, p. 602-615, 2015. https://doi.org/10.1016/j.ijpe.2015.05.011

PICCHI, Flávio Augusto. Opportunities for the application of Lean Thinking in construction. Ambiente construído, v. 3, n. 1, p. 7-23, 2003.

SARAPH, Jayant V.; BENSON, P. George; SCHROEDER, Roger G. An instrument for measuring the critical factors of quality management. Decision sciences, v. 20, n. 4, p. 810-829, 1989. https://doi.org/10.1111/j.1540-5915.1989.tb01421.x

SARHAN, Jamil Ghazi. Implementação de construção lean na indústria da construção da Arábia Saudita. 2017. 15 f. Curso de Engenharia Civil, Faculdade de Ciência e Engenharia da Austrália, Brisbane, 2017.

SEBRAE. Sobrevivência das empresas no Brasil. 2016. Disponível em: https://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/sobrevivencia-das-empresas-no-brasil-relatorio-2016.pdf. Acesso em: 22 maio 2017.

SHEEHAN, Kim Bartel. E‐mail survey response rates: A review. Journal of Computer‐Mediated Communication, v. 6, n. 2, p. 0-0, 2001. https://doi.org/10.1111/j.1083-6101.2001.tb00117.x

TABACHNICK, B.; FIDELL, L. S. Using multivariate statistics (3a ed.). New York: Harper Collins, 1996.

THOMAS, H. Randolph et al. Improving labor flow reliability for better productivity as lean construction principle. Journal of construction engineering and management, v. 129, n. 3, p. 251-261, 2003. https://doi.org/10.1061/(ASCE)0733-9364(2003)129:3(251)




DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v19i2.3231

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com