A vigilância do deslocamento

Mozar Jose de Brito, Mayara Maria de Jesus Muniz

Resumo


A vigilância de pessoas é examinada sob a ótica da analítica foucaltiana, enfocando quatro dispositivos tecnológicos que formam uma espécie de “panóptico” eletrônico que visa o controle social. O ponto de partida é firmado sobre o postulado que toda nova tecnologia tem o potencial de modificar de maneira complexa as relações entre os diversos atores envolvidos – o que justifica um estudo exploratório que intenta lidar com as adaptações sociais disparadas pela incorporação de novas tecnologias. Para fazê-lo, o ensaio lança mão de casos recentes disponíveis na literatura. Se para três das tecnologias consideradas, a utilização imediata do Panótico sofre restrições, a metáfora demonstra a sua contemporaneidade no monitoramento de caminhões por satélite. Isso poderia indicar a necessidade de condicionar a aplicação do modelo ao tipo de vigilância em estudo, ainda que ele tenha se apresentado útil em todos os casos considerados, mesmo quando a realidade se distancia das condições preconizadas pelo Panótico. Palavras-chave: vigilância, poder, Panótico, monitoramento, GPS.

Texto completo:

Artigo Áudio


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v8i1.30

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com