Logística de uma montadora automobilística completely knocked down

Larissa Diniz Freitas, Nilton Luiz Menegon, Miguel A. Bueno da Costa

Resumo


Este trabalho analisa a cadeia de suprimentos de uma montadora automobilística que opera em regime Completely Knocked Down (CKD). O objetivo é apresentar e discutir as condicionantes operacionais que essa cadeia gera sobre as operações produtivas da montadora em questão. A pesquisa, realizada por meio de um estudo de caso, considerou a cadeia a partir da solicitação de importação das peças até a distribuição dos carros montados. Foi observado que a montadora sofria uma série de condicionantes que afetavam diretamente suas operações logísticas. Esses condicionantes têm origem em três lógicas operacionais: a Lógica do Emitente, a Lógica do Destinatário e a Lógica da Distribuição. Foram identificados os conflitos existentes entre essas lógicas, os quais interferem nas operações e nos limites físicos da montadora. Essa pesquisa introduziu uma nova perspectiva de análise de um sistema CKD.

Palavras-chave


Sistema CKD. Cadeia de suprimentos. Lógicas operacionais. Estratégia. Indústria automobilística.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪

Referências


ADALBA, M. R. Globalization, competition, and international production networks: policy directions for the Philippine automotive industry. PIDS Policy Notes 2011-13. Makati City: Philippine Institute for Development Studies, 2011.

ALVES FILHO, A. G.; CERRA, A. L.; MAIA, J. L.; SACOMANO NETO, M.; BONADIO, P. V. G. Pressupostos da gestão da cadeia de suprimentos: evidências de estudos sobre a indústria automobilística. Gestão & Produção, v.11, n.3, p. 275-288, 2004.http://dx.doi.org/10.1590/S0104-530X2004000300003

BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J. Logística empresarial: o processo de integração da cadeia de suprimento. Atlas, 2009.

BRYMAN, A. Barriers to integrating quantitative and qualitative research. Journal of mixed methods research, v. 1, n. 1, p. 8-22, 2007.https://doi.org/10.1177/2345678906290531

BUSANELO, E. C. Cadeias de Suprimentos “Leagile” e a Geração de Valor. Organizações e Sustentabilidade, v. 2, n. 1, p.58-93, 2014.

CARNEVALLI, J. A.; SOUZA, J. E. R.; BENEDICTO, S. C.; SALERNO, M. S.; MIGUEL, P. A. C. Modularidade em montadoras de automóveis: uma análise sob a ótica da estratégia. Revista Produção Online, v. 15, n. 2, p. 433-457, 2015. http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v15i2.1741

CASTRO, M. R.; BRONZO, M.; RESENDE, P. T. V.; OLIVEIRA, M. P. V. Relacionamentos colaborativos e desempenho competitivo de empresas brasileiras. RAE, v. 55, n.3, p.314-328, 2015. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-759020150307

CHEN, I. J.; PAULRAJ, A. Towards a theory of supply chain management: the constructs and measurements. Journal of Operations Management, v.22, n.2, p.119-150, 2004. http://dx.doi.org/10.1016/j.jom.2003.12.007

CHOI, K.; NARASIMHA, R.; KIM, S. W. Postponement strategy for international transfer of products in a global supply chain: A system dynamics examination. Journal of Operations Management, v.30, n.3, p.167-179, 2012. http://dx.doi.org/10.1016/j.jom.2012.01.003

CORREIA, A. R. S. Optimização de uma linha de montagem final. 2011. 70 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial), Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial – Universidade de Aveiro, 2011.

COSTA, A. M. G. Mapeamento do fluxo do processo na linha de montagem da Toyota Caetano para o modelo Dyna. 2009. 83 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial), Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial – Universidade de Aveiro, 2009.

FERREIRA, M. P.; LI, D.; SERRA, F. A. R. Transferência internacional de conhecimento na multinacional: quando o jogo competitivo multimercado se sobrepõe aos mecanismos internos de coordenação. RAE, v. 9, n. 1, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S1676-56482010000100002

FEVEREIRO, R. J. M. Definição de layout, fluxos de produção e capacidades de uma fábrica de produção de carroçarias na CaetanoBus, S.A. 2012. 59p. Dissertação (Mestrado em engenharia industrial e gestão), Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, 2012.

FREITAS, L. D. Organização da produção em uma montadora automobilística que opera em regime CKD: uma abordagem emitente-destinatário. 2015. 142f. Dissertação (Mestrado em engenharia de produção), UFSCar, 2015.

GOMES, L. C; KLIEMANN NETO, F. J. Métodos colaborativos na gestão de cadeias de suprimentos: desafios de implementação. RAE, v. 55, n. 5, p. 563-577, 2015. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-759020150508

GUARNIERI, P.; HATAKEYAMA, K.; RESENDE, L. M. Estudo de caso de um condomínio industrial na indústria automobilística: caso GM Gravataí. Revista Produção Online, v. 9, n. 1, p. 48-72, 2009. http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v9i1.199

GUIMARÃES, J. P. C. Concepção de linha de expedição de materiais CKD na CaetanoBus. 2013. 57p. Dissertação (Mestrado em engenharia industrial e gestão), Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, 2013.

GUIMARÃES, M. R. N.; TEODORO FILHO, A. M.; LARA, F. F.; SALTORATO, P. Estratégia de produção na indústria de autopeças: estudo multicasos em empresas da região de Sorocaba. Revista Produção Online, v. 14, n. 2, p. 499-532, 2014. http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v14i2.1364

HINES, P.; HOLWEG, M.; RICH, N. Learning to evolve: a review of contemporary lean thinking. International Journal of Operations & Production Management, v.24, n.10, p.994-1011, 2004. https://doi.org/10.1108/01443570410558049

HONÓRIO, L. C. Determinantes organizacionais e estratégicos do grau de internacionalização de empresas brasileiras. RAE, v. 49, n. 2, p. 162-175, 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902009000200004

HONÓRIO, L.; RODRIGUES, S. B. Aspectos motivacionais e estratégicos na internacionalização de empresas brasileiras. Revista de Administração de Empresas, v. 46, n. SPE, p. 86-98, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902006000500007

KIM, L. Crisis construction and organizational learning: Capability building in catching-up at Hyundai Motor. Organization science, v. 9, n. 4, p. 506-521, 1998. https://doi.org/10.1287/orsc.9.4.506

KLUG, F. Logistics implications of global production networks in car manufacturing. In: Cambridge Symposium on International Manufacturing, 16., 2010, Cambridge: University of Cambridge, 2010.

LEE, J-W; ABOSAG, I.; JOOYOUNG, K. The role of networking and commitment in foreign market entry process: multinational corporations in the Chinese automobile industry. International Business Review, v. 21, n.1, p. 27-39, 2012. https://doi.org/10.1016/j.ibusrev.2011.10.002

LIMA, U. M. A dinâmica e o funcionamento da cadeia global de valor da indústria automobilística na economia mundial. Texto para Discussão, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 2015.

MEZNAR, D. Transfer of Tehnology: Technical, Technological and Logistic Approach in the Production and Assembly Vehicles. Asian Journal of Business and Management Sciences, v. 1, n. 11, p 85-93, 2012.

MIGUEL, P. A. C; SOUZA R. O método do estudo de caso na engenharia de produção. In: MIGUEL, P. A. C. Metodologia de pesquisa em engenharia de produção e gestão de operações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012, p. 131-148.

ROCHA, A.; ÁVILA, H. A. Teoria institucional e modos de entrada de multinacionais de países emergentes. RAE, v. 55, n. 3, p. 246, 2015.http://dx.doi.org/10.1590/S0034-759020150302

SANTOS, P. F. A. A.; GONÇALVES, C. A. Difusão de inovações entre organizações: evidências de um estudo na cadeia automobilística. RAI, v. 12, n. 3, p. 135-156, 2015. http://dx.doi.org/10.11606/rai.v12i3.101355

SCAVARDA, L. F. R.; HAMACHER, S. Evolução da Cadeia de Suprimentos da Indústria Automobilística no Brasil. Rio de Janeiro, RAC, v. 5, n. 2, p. 201-209, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S1415-65552001000200010

SILVA, R. M. P. Aplicação do Value Stream Mapping para o estudo e melhorias do processo produtivo. 2008. 86p. Dissertação (Mestrado em economia, gestão e engenharia industrial), Universidade de Aveiro, 2008.

SIMPSON, M.; SYKES, G.; ABDULLAH, A. Transitory JIT at Proton Cars, Malaysia. Management Research News, v. 20, n. 2/3, p. 46-47, 1997.https://doi.org/10.1108/eb028539

TULDER, R.; RUIGROK, W. European cross-national production networks in the auto industry: eastern europe as the low end of european car complex. In: Kreisky Forum and BRIE Policy Conference, 1997.

VANALLE, R. M.; SALLES, J. A. A. Relação entre montadoras e fornecedores: modelos teóricos e estudos de caso na indústria automobilística brasileira. Gestão e Produção, v. 18, n. 2, p 237-250, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-530X2011000200002

VIANA, F. L. E.; NETO, J. P. B.; AÑEZ, M. E. M. Gestão da cadeia de suprimento e vantagem competitiva: um modelo de análise a partir da teoria baseada em recursos. Revista Ciências Administrativas, v. 20, n. 1, 2014. http://dx.doi.org/10.5020/2318-0722.20.1.%p

VOLLMANN, T. E.; BERRY, W. L.; WHYBARK, D. C.; JACOBS, F. R. Sistema de planejamento e controle da produção para o gerenciamento da cadeia de suprimentos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

VOSS, C.; TSIKRIKTSIS, N.; FROHLICH, M. Case research in operations management. International Journal of Operations & Production Management, v. 22, n. 2, p. 195-219, 2002. http://dx.doi.org/10.1108/01443570210414329

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v17i4.2738

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com