Redução de variabilidade no processo de produção da alvenaria estrutural: padrão técnico e kit completo

Camilla Araújo Coelho Oliveira, Débora de Gois Santos

Resumo


Para tornar mais eficaz o processo de gestão empregado na construção civil, tem-se buscado utilizar, como sustentação, os princípios da Construção Enxuta, já que propiciam a potencialização do desempenho do planejamento. A variabilidade é considerada, por diversos autores, como a principal causa para a ocorrência de perdas. A padronização pode ser utilizada como um meio de obtenção da redução da variabilidade, já que possibilita um melhor controle da produção e deve ser aplicada desde o início do serviço, garantindo que todos os recursos necessários – kit completo – para sua realização estejam disponíveis e em condições ideais e padronizadas. Assim, o objetivo principal deste trabalho foi identificar os tipos de variabilidade no processo de produção da alvenaria estrutural por meio do padrão técnico e do uso do kit completo. Para isto, foi realizado um estudo exploratório de múltiplos casos aplicando observação em campo e registro de dados. Identificou-se que os tipos de variabilidade ocorriam por se distanciar do padrão desejado. Além disso, as interferências pertencem à categoria preparação do trabalho, que considera que os itens do kit completo e as variabilidades decorrentes das interferências trouxeram, como consequências, perdas do tipo making-do. Sendo assim, espera-se, com este diagnóstico, contribuir para o melhoramento do desempenho desse processo.

Palavras-chave


Redução de variabilidade. Padronização. Kit completo.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪

Referências


ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15270-1: componentes cerâmicos parte 1: blocos cerâmicos para alvenaria de vedação - terminologia e requisitos. Rio de Janeiro, 2005a. 11 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15270-2: componentes cerâmicos parte 2: blocos cerâmicos para alvenaria estrutural - terminologia e requisitos. Rio de Janeiro, 2005b. 11 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15270-3: componentes cerâmicos parte 3: blocos cerâmicos para alvenaria estrutural e de vedação - métodos de ensaio. Rio de Janeiro, 2005c. 27 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15812-2: alvenaria estrutural — blocos cerâmicos parte 2: execução e controle de obras. Rio de Janeiro, 2010. 28 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15961-2: alvenaria estrutural — blocos de concreto parte 2: execução e controle de obras. Rio de Janeiro, 2011. 35 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6136: blocos vazados de concreto simples para alvenaria — requisitos. Rio de Janeiro, 2014. 10p.

BALLARD, G. The Last Planner System of Production Control. 2000. Thesis (Doctor) – School of Civil Engineering, Faculty of Engineering, University of Birmingham. Birmingham. 2000.

BERNARDES, M. M. S. Desenvolvimento de um modelo de planejamento e controle da produção para micro e pequenas empresas da construção. 2001. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2001.

BOGGIO, A. J. Um modelo de documentação da qualidade para a construção civil. In: Gestão da Qualidade na Construção Civil: uma abordagem para empresas de pequeno porte, cap.5, Porto Alegre, RS, 1995. p. 127-147, il.

CAMPOS, V. F. TQC: controle da qualidade total (no estilo japonês). Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviços Ltda, 2004.

COELHO, C. B. T. Antecipações gerenciais para a inserção de atividades facilitadoras na execução de alvenaria de tijolos cerâmicos: análise dos relatos de agentes do processo. 2009, 119p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Construção Civil, Área de Gerenciamento. Universidade Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2009.

FAZINGA, W. R. Particularidades da construção civil para implantação do trabalho padronizado. 2012, 157p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Edificações e Saneamento). Programa de Pós-Graduação em Edificações e Saneamento. Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2012.

FIREMAN, M. C. T. Proposta de método de controle integrado produção e qualidade, com ênfase na medição de perdas por making-do e retrabalho. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

FIREMAN, M. C. T.; FORMOSO; C. T., ISATTO, E. L. Integrating production and quality control: monitoring making-do and unfinished work. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 21, 2013, Fortaleza. Proceedings...Fortaleza, 2013. https://doi.org/10.13140/RG.2.1.1607.3767

FORMOSO, C. T.; SOMMER, L.; KOSKELA, L.; ISATTO E. L. An exploratory study on the measurement and analysis of making-do in construction sites. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 19., 2011, Lima. Proceedings... Lima. 2011.

FORMOSO, C. T.; SOMMER, L.; KOSKELA, L.; ISATTO, E. L. The identification and analysis of making-do waste: insights from two Brazilian construction sites. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 17, p. 183-197, july./sept. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/s1678-86212017000300170

FRANCO, L. S. Aplicação de diretrizes de racionalização construtiva para a evolução tecnológica dos processos construtivos em alvenaria estrutural não armada. 1992. 319p. Tese (Doutorado em Engenharia) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo. 1992.

GROSSKOPF, J. Boas práticas e descontinuidades na produção: da execução ao projeto de empreendimento complexo. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia), Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Sergipe, 2013.

GOSSKOPF, J.; MENEZES, A.; SANTOS, D. G. Proposal of activities that facilitate work in order to avoid workflow interruptions caused by making-do. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 21st, Fortaleza, Brazil, 2013. Proceedings… Fortaleza, 2013, p.719-728.

HAMZEH, F. R.; BALLARD, G.; TOMMELEIN, I. D. Improving construction workflow-the connective role of lookahead planning. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 16, Manchester, UK, 2008. Proceedings… Manchester, 2008, 12p.

HOPP, W. J.; SPEARMAN, M. L. Factory physics: foundations of manufacturing management. Boston: Irwin Mc Graw–Hill, 1996. 668p.

HOWELL, G. A.; BALLARD, G.; TOMMELEIN, I. Construction engineering—Reinvigorating the discipline. Journal of Construction Engineering and Management, v. 137, n. 10, p. 740-744, 2011.

HOWELL, G. A. New operating system for project management: consequences and opportunities. Journal of Construction Engineering and Management, v. 137, n. 10, p. 882-886, 2011.

ISATTO, E. L.; FORMOSO, C. T.; DE CESARE, C. M.; HIROTA, E. H.; ALVES, T. C. L. Lean construction: diretrizes e ferramentas para o controle de perdas na construção civil. Porto Alegre, SEBRAE/RS, 2000. Série SEBRAE Construção Civil, Vol. 5.

ISATTO, E. L.; ZUCHETTI, M. Aplicação do mecanismo da função produção ao planejamento da produção seriada na construção. In: Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, 2014. p. 1327, Maceió. Anais... Maceió, 2014. https://doi.org/10.17012/entac2014.519

KOSKELA, L. Application of the new production philosophy to construction. Technical Report nº. 72. Center for Integrated Facility Engineering. Stanford University, 1992, 87p.

KOSKELA, L. Management of production in construction: a theoretical view. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTION, 7, 1999, Berkeley. Proceedings... Berkeley, 1999.

KOSKELA, L. An Exploration Towards a Production Theory and its Application to Construction. 2000. 296f. Thesis (Doctor). Espoo, Finlândia: VTT. 2000.

KOSKELA, L. Making-do: the eighth category of waste. In: ANNUAL CONFERENCE ON THE INTERNATIONAL GROUP OF LEAN CONSTRUCTION, 12th, Elsinore, Denmark. 2004. Proceedings... Denmark, 2004, 10p.

LEÃO, C. F. Proposta de modelo para controle integrado da produção e da qualidade utilizando tecnologia de informação. 2014. 179p. Dissertação (Mestrado em Engenharia), Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

LEÃO, C. F.; ROCHA, G. S.; FORMOSO, C. T. Perdas por making-do identificadas no canteiro de obras de um condomínio horizontal de baixa renda. In: CONGRESSO DE SISTEMAS LEAN, IV, 2014, Porto Alegre. Anais.... Porto Alegre: UFRGS/PPGEP, 2014a. p. 394-410.

LEÃO, C. F.; FORMOSO, C. T.; ISATTO, E. L. Integrating Production and Quality Control with the Support of Information Technology. In: ANNUAL CONFERENCE OF THE INTERNATIONAL GROUP FOR LEAN CONSTRUCTON, 22, 2014b, Oslo. Proceedings... Oslo, 2014b.

LEÃO, C. F.; ISATTO, E. L.; FORMOSO, C. T. Proposta de modelo para controle integrado da produção e da qualidade com apoio da computação móvel. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 16, n. 4, p. 109-124, out./dez. 2016. ISSN 1678-8621. http://dx.doi.org/10.1590/s1678-86212016000400108

LIKER, J; HOSEUS, M. A cultura Toyota: a alma do modelo Toyota. Porto Alegre, RS: Bookman, 2009. 576p.

MACHADO, R. L. A sistematização de antecipações gerenciais no planejamento da produção de sistemas da construção civil. 2003. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. 2003.

MESQUITA, V. F. de. Desenvolvimento de jogo didático para tornar prático o uso das atividades que contribuem para a melhoria de processo: elevação da alvenaria estrutural. 2014. 174p. Dissertação (Mestrado em Engenharia), Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Sergipe, 2014.

MOURA, R. S. L. M.; HEINECK, L. F. M. Linha de Balanço – Síntese dos princípios de produção enxuta aplicados à programação de obras? In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUIDO, 2014, Maceió. Anais... Maceió, 2014.

MORGAN, J. M. Sistema Toyota de desenvolvimento de produto: integrando pessoas, processo e tecnologia. Trad. Rubenich. Porto Alegre, RS, Bookman, 2008. 391 p.

NASCIMENTO, R. S.; SANTOS, D. G. A amostragem do trabalho como ferramenta de diagnóstico para a aplicação dos conceitos da construção enxuta. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GESTÃO E ECONOMIA DA CONSTRUÇÃO, 8º, Salvador, 2013. Anais... Salvador, 2013, 14p.

NESENSOHN, C.; BRYDE, D.; OCHIENG, E; FEARON D.; HACKETT, V. Assessing Lean Construction Maturity. In: ANNUAL CONFERENCE ON THE IGLC, 22th, 2014, Oslo, Norway. Proceedings… Oslo, Norway. 2014. pp. 1157-1168.

OHNO, T. O sistema Toyota de Produção: além da produção em larga escala. Porto Alegre, RS: Bookman, 2004. 149 p.

RONEN, B. The complete kit concept. International Journal of Production Research, London, v. 30, n. 10, p. 2457-2466, Oct. 1992.

SACKS, R.; RADOSAVLJEVIC, M.; BARAK, R. Requirements for building information modeling based lean production management systems for construction. Automation in Construction, v. 19, n. 5, p. 641–655, ago. 2010.

SANTOS, A. dos; POWELL, J. A.; SARSHAR, M. Evolution of management theory: the case of production management in construction. Management Decision, 2002a, Vol. 40 Iss: 8 pp. 788 – 796.

SANTOS, A. dos, FORMOSO, C. T., TOOKEY, F. E. Expanding the meaning of standardisation within construction processes. The TQM Magazine, v. 14, n. 1, 2002b, p.25-33.

SANTOS, D. G. Modelo de Gestão de Processos na Construção Civil para Identificação de Atividades Facilitadoras. 2004. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. 2004.

SANTOS, D. G. Checklist sobre execução de alvenaria estrutural. 2008. Nota de aula. Disciplina Gerenciamento de Empreendimentos. Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Construção Civil. Universidade Federal de Sergipe. São Cristóvão. 2008.

SANTOS, P. R. R.; SANTOS, D. G. Investigação de perdas devido ao trabalho inacabado e o seu impacto no tempo de ciclo dos processos construtivos. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 39-52, abr./jun. 2017. ISSN 1678-8621. http://dx.doi.org/10.1590/s1678-86212017000200145

SHINGO, S. Sistemas de produção com estoque zero: o sistema Shingo para melhorias contínuas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996a. 380p.

SHINGO, S. O Sistema Toyota de produção do ponto de vista da engenharia de produção. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996b. 291p.

SOMMER, L. Contribuições para um método de identificação de perdas por improvisação em canteiros de obras. 2010. 150p. Dissertação (Mestrado em Engenharia), Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

TONIN, L. A. P.; SCHAEFER, C. O. Diagnóstico e Aplicação da Lean Construction em Construtora. Iniciação Científica CESUMAR - jan./jun. 2013, v. 15, n. 1, p. 23-31.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.




DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v17i4.2551

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com