Avaliação da percepção de indicadores de qualidade de vida no trabalho em um abatedouro de frangos

Fabiano Takeda, Lizandra Garcia Lupi Vergara, Antonio Renato Pereira Moro

Resumo


Considerando os altos índices de produção e exportação de produtos de origem animal no Brasil, manter níveis de qualidade de vida no trabalho (QVT) tornou-se essencial para as empresas se manterem competitivas. Este estudo teve como objetivo avaliar a percepção dos supervisores e gerentes de um abatedouro de frangos em relação à qualidade de vida no trabalho de sua equipe para verificar se as condições percebidas pelos entrevistados atendem os requisitos mínimos de QVT. O método utilizado para levantamento foi um questionário estruturado com 11 perguntas que foram realizadas na forma de entrevista. Para análise dos dados utilizou-se a ferramenta de análise de conteúdo proposto por Bardin (2011) e o questionário adaptado do modelo de QVT proposto por Walton (1973). O estudo limitou-se na aplicação de entrevistas em apenas funcionários do cargo de gestão de equipes. Os resultados da pesquisa apontam que em geral a percepção dos entrevistados é que a empresa atende as condições de QVT conforme modelo utilizado, evidenciando-se fatores positivos e negativos a serem analisados pela empresa, possibilitando mensurar as necessidades da empresa no nível gerencial que contribuem na QVT dos funcionários.

Palavras-chave


Qualidade de vida. Abatedouro. Saúde do trabalhador.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪

Referências


AQUINO, D.S., et al. Análise da qualidade de vida no trabalho no setor de costura em uma indústria de confecção. Revista Po: R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas, [s.l.], v. 12, n. 3, p. 585-603, jul/set. 2012. Associação Brasileira de Engenharia de Produção - ABEPRO. http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v12i3.871

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011, 229 p.

CASTRO, M.M.L.D.; HOKERBERG, Y.H.M.; PASSOS S.R.L. Validade dimensional do instrumento de qualidade de vida WHOQOL-BREF aplicado a trabalhadores de saúde. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 29 (7):1357-1369, jul, 2013.

DEFANI, J. C. Avaliação do perfil antropométrico e análise dinamométrica dos trabalhadores da agroindústria do setor de frigoríficos e abatedouros: O Caso da Perdigão - Carambeí. 2007. 143 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós Graduação em Engenharia de Produção, Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2007.

FEINBERG, Jonathan. Wordle beuriful word clouds. Disponí¬vel em: . Acesso em: 10 out. 2015.

FERNANDES, E.C. Qualidade de vida no trabalho: como medir para melhorar. Salvador, BA: Casa da Qualidade, 1996.

GRABARSCHI I, V.S.S. Qualidade de vida no trabalho e sua influência na percepção da qualidade dos serviços: estudo de caso em instituição de nível superior. 2001. 115 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia de Produção, Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em: . Acesso em: 18 Out. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Base de dados agregados (SIDRA) Pesquisa Trimestral do Abate de Animais (2013). Disponível em: . Acesso em: 04 out. 2015.

JAKOBI, H.R. et al. Benefícios auxílio-doença concedidos aos trabalhadores empregados no ramo de carne e pescado no Brasil em 2008. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 31(1): 194-207, jan, 2015.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2007.

LIMA, I.S. Qualidade de vida no trabalho na construção de edificações: avaliação do nível de satisfação dos operários de empresas de pequeno porte. 1995. 215 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia de Produção, Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1995. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2015.

LIMONGI-FRANÇA, A.C. Qualidade de vida no trabalho – QVT: Conceitos e práticas nas Empresa da Sociedade Pós-industrial. São Paulo: Atlas, 2007.

QUILICI RFM, Xavier AAP, Frasson AC. Mudanças Organizacionais Promovendo um Aumento na Produtividade Através da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) em uma Empresa Estocadora de Soja: Satisfação/Motivação: Estudo de Caso. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção, XXVII ENEGEP, 2007. Anais... Foz do Iguaçu, 2007.

MARRA, G. C.; SOUZA, L. H.; CARDOSO, T. A. O. Biossegurança no trabalho em frigoríficos: da margem do lucro à margem da segurança. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2013, vol.18, n.11, p. 3259-3271. ISSN 1413-8123.

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL. Anuário estatístico de acidentes de trabalho – AEAT Infologo (base de dados históricos de acidentes de trabalho). Disponível em: Acesso em: 15 out. 2015.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. NR 36: Segurança e Saúde no Trabalho em Empresas de Abate e Processamento de Carnes e Derivados. Brasil, 2015. 19 p. Disponível em:. Acesso em: 20 out. 2015.

NETO, J.S.; ALCANTARA, R.L.C. Competências essenciais presentes em frigoríficos brasileiros exportadores para a Europa: Um estudo multicaso. Revista Po: R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas, [s.l.], v. 13, n. 1, p. 180-207, jan/mar. 2013. Associação Brasileira de Engenharia de Produção - ABEPRO. http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v13i1.1107

OLIVEIRA, P.A.B.; MENDES, J.M.R. Processo de trabalho e condições de trabalho em frigoríficos de aves: relato de uma experiência de vigilância em saúde do trabalhador. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2014, vol.19, n.12, p. 4627-4635. ISSN 1413-8123.

PEGATIN, T. O. Estratégia para análise de efeitos dos curtos tempos de ciclo na funcionalidade de membros superiores em trabalhadores de atividades semi-automatizadas. 2009. 104 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia de Produção, Departamento de Pós Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2009. Disponível em: . Acesso em: 05 nov. 2015.

REIS, P. F. O trabalho repetitivo em frigorífico: utilização da estesiometria da mão como proposta para avaliação dos níveis de LER/DORT nas síndromes compressivas dos membros superiores. 2012. 181 f. Tese (Doutorado) - Curso de Engenharia de Produção, Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2015.

SEIDL, E.M.F.; ZANNON, C.M.L.C. Qualidade de vida e saúde: aspectos conceituais e metodológicos. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro. 2004, vol. 20, n. 2, p. 580-588.

TEIXEIRA, J.R.B. et al. Associação entre aspectos psicossociais do trabalho e qualidade de vida de mototaxistas. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro. 2015, vol. 31 n.1, p. 97-110.

TIMOSSI, L.S. et al. Adaptação do modelo de Walton para avaliação da Qualidade de Vida no Trabalho. Revista da Educação Física, Maringá. 2009, vol. 20, n.3, p. 395-405.

WALTON, R.E. Quality of Working Life: What Is It? Sloan Management Review, Cambridge.1973, vol. 15, n. 1, p. 11-21.

ZANARDI et al. Correlações entre qualidade de vida no trabalho e comprometimento organizacional: Estudo em uma unidade de varejo de vestuário na cidade de Joinville/SC. Revista Po: R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas, [s.l.], v. 15, n. 2, p. 573-600, abr/jun. 2015. Associação Brasileira de Engenharia de Produção - ABEPRO. http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v15i2.1928




DOI: http://dx.doi.org/10.14488/1676-1901.v17i2.2372

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com