Avaliação da eficiência energética na iluminação pública: proposta de modelagem considerando a variabilidade climática

Amaury Caruzzo, Luiz Augusto Horta Nogueira

Resumo


O objetivo deste artigo é propor uma metodologia para avaliar os impactos da variabilidade climática no consumo eficiente de energia elétrica na iluminação pública no Brasil. Foi aplicado o Método por Demanda Climática (MDC) e calculado a economia de energia das ações do Programa Nacional de Iluminação Pública Eficiente (ReLuz) em 2005, considerando a climatologia mensal de insolação, desagregadas por mesorregiões brasileiras. Pelo MDC, a economia total de energia na iluminação pública em 2005 foi estimado em 63 GWh/ano ou 1,39% superior do valor determinado pelo ReLuz/Eletrobrás e uma redução na demanda de ponta de aproximadamente 15 MW, considerando os quase 393 mil pontos atendidos no ReLuz neste ano. Os resultados indicam que, além da diferença de latitude, a variabilidade climática nas diferentes mesorregiões é um fator que amplia em até 19% o tempo de utilização diário das lâmpadas na iluminação pública. Além disso, devido às dimensões do Brasil, os padrões de sazonalidade na economia de energia não são homogêneos e tem uma correlação entre a variabilidade mensal de insolação e a latitude das mesorregiões avaliadas. O uso do MDC também demostrou ser adequado para determinar um ranking das mesorregiões com os maiores índices de economia de energia por ponto de iluminação pública.

Palavras-chave


Engenharia de Energia. Método por Demanda Climática. Climatologia. Insolação. Procel.

Texto completo:

PDF ♪ÁUDIO♪


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v15i4.1974

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com