A relação entre os custos e receitas ambientais como principal indicador do desempenho econômico-ambiental das organizações

Alexandre Borges Fagundes, Caroline Rodrigues Vaz, Kazuo Hatakeyama

Resumo


Este artigo propõe a relação entre os custos e receitas ambientais como o principal indicador do desempenho econômico-ambiental das organizações. Aponta a utilização de índices de produtividade e eficiência das atividades ambientais como indicadores intermediários, possibilitando através deles obter a redução de custo pontual de cada atividade operacional, elegendo para isso o método ABC como ferramenta de custeio. O tema foi contextualizado frente à evolução das tendências ambientalistas e foi feita uma revisão conceitual sobre Gestão Ambiental, Custos Ambientais e suas categorias, Indicadores de Desempenho, Produtividade e Eficiência. A seguir descreve a sequência lógica das atitudes a serem tomadas na empresa, sugere alguns indicadores intermediários através de equações e apresenta a relação entre custos e receitas ambientais. Por sintetizar num só número a relação entre todos os valores ambientais envolvidos no processo, este indicador serve também como parâmetro representativo da competência da gestão econômica da organização frente suas ações ambientais.


Palavras-chave


Custo; Indicador; Desempenho ambiental

Texto completo:

artigo ♪audio♪ como citar


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v9i3.177

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com