Produção sucroalcooleira: estratégias financeiras e operacionais

Celma de Oliveira Ribeiro, Sydnei Marssal de Oliveira, Thiago de Oliveira Mendes

Resumo


Este artigo propõe a construção de um modelo de otimização para a definição do  portfólio de produtos de uma usina sucroalcooleira, levando em conta aspectos operacionais e financeiros. Considera-se que a receita obtida por um produtor provém da venda de açúcar e álcool no mercado físico e de resultados obtidos através de operações de hedge no mercado de derivativos de açúcar.  Empregando como medida de risco o CVaR (Conditional Value-at-Risk), o modelo possibilita a construção de uma fronteira eficiente e, de acordo com a tolerância ao risco do produtor, define a estratégia ideal de produção (mix de produção) e de atuação no mercado de derivativos (razão de hedging).  Através do modelo o artigo busca também analisar a vantagem do uso do mercado de opções na construção de estratégias financeiras de hedging em mercados de commodities agrícolas.


Palavras-chave


Setor sucroalcooleiro. Mix de Produção. Razão de hedge. Otimização. Gestão de Portfólio.

Texto completo:

ARTIGO ♪ÁUDIO♪


DOI: https://doi.org/10.14488/1676-1901.v14i4.1559

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


R. Eletr. de Eng. de Produção e Correlatas - ISSN 1676-1901 Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).                           Contato: producaoonline@gmail.com